Assedio nao!

Assedio nao!

20 de fevereiro de 2020 Blog 0

Hoje vim trabalhar mais arrumadinha tipo lolita pink kawaii e no caminho pro trabalho (menos de 5 minutos, note-se), 2 caras me encheram o saco na rua. Eu O-DE-IO isso, fico pensando o que um babaca desses pensa pra fazer isso na rua. Um idiota passa por vc e fala”você é linda viu”. E daí??

Lá quero saber da sua opiniao?? Estou numa vitrine pra falarem o que pensam de mim e do meu corpo? E algum dia, será que alguma moça vai responder “poxa gostei de vc, toma aqui o meu numero”, depois do assedio?? Será que é isso que eles imaginam?? Pois tal coisa não existeeeeeeeeeeeeee e nunca existirá! Nós, mulheres, temos profundo NOJO disso.

Caramba, no Japão e nos Estados Unidos NINGUÉM me encheu o saco na rua e passei 20 dias tranquila, simplesmente existindo numa boa. Aqui no Brasil, especialmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Nordeste são lugares nos quais uma mulher tem que ter muita paciencia, pois alguns homens não tem respeito. É um saco viver assim!

O pior é pensar que esses imbecis não fazem isso porque acham que vão conseguir alguma coisa. Eles fazem isso porque acham (ou melhor, tem certeza) QUE PODEM fazer isso com as mulheres. Esses desgraçados andam na rua assediando mulheres porque se sentem no direito de fazer isso, já que a nossa sociedade é patriarcal e o ódio contra mulheres é retroalimentado diariamente em nossa cultura. Com um presidente babaca e misogino que dá mal exemplo todo dia, onde vamos parar??

Os numeros de violencia contra a mulher aumentam no mundo em todos os lugares, com uma perversidade e odio que não são humanos. E tudo isso é reflexo do que a gente instiga na sociedade. Um cara matou a esposa e 3 filhos queimados na Australia. Outro cara matou uma moça com nao sei quantas facadas, porque foi rejeitado. Isso é uma psicopatia coletiva que está se desenvolvendo e começa nas coisas pequenas. O problema é que tem dias que a gente nao sente vontade de salvar esse mundo, sinceramente…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *